Mensagens

Viciados

Imagem
Desde o pão ao açúcar, passando pelo trabalho, compras, internet, notícias, futebol e apegos emocionais até aos mais comuns vícios do café, álcool, tabaco e medicamentos, todos somos dependentes de algo ou alguma coisa na nossa vida que nos limita e controla grande parte de que fazemos. É muito confortável apontar os traficantes e os toxicodependentes de drogas pesadas como a cocaína ou a heroína como os grandes culpados da nossa sociedade em matéria de alienação por meios químicos mas, todos nós, afinal, temos graves dependências. Experimentem tirar a algumas pessoas a internet, as compras, o álcool, o futebol ou afastar alguém do seu relacionamento amoroso, durante algum tempo e verão o mesmo comportamento de ressaca e fúria assassina de um drogado pesado. Pão Descobri recentemente que a farinha de trigo é um opiácio, uma substância alcalóide que provoca habituação e dependência. Os peptídeos opióides, formados durante a digestão do trigo, estimulam recetores opiáceos no cérebro (os

As células também não são computadores

Imagem
  Muitas das crenças sociais influenciam de forma profunda os comportamentos humanos. O nosso comportamento individual. E fazem-nos viver mais em paz ou em stress. Mais felizes ou mais ansiosos. Também numa comunidade de células, a viver em equilíbrio junto com vírus e bactérias num meio líquido aquoso, instalam-se crenças que vão passando de geração em geração. Por isso algumas doenças permanecem por muito tempo apesar do rápido poder regenerativo dos tecidos e órgãos. A repetição mental, com emoção , de que tudo está bem e cada vez melhor, tanto na nossa vida pessoal em sociedade como para as nossas células pode ajudar-nos a viver mais felizes e saudáveis. É um processo lento. São vários dias, semanas ou até meses. Mas vale a pena experimentar. Esta sugestão resulta de uma nova área de pesquisa científica denominada epigenética sobre a qual todos devíamos aprofundar o nosso conhecimento.

A ilusão da realidade - Facilidade cognitiva

Imagem
Aqui está uma explicação simples porque é que uma coisa repetida muitas vezes parece que é verdade. O poder do marketing nas nossas vidas: (ativar as legendas em Português)

Memória social

Imagem
Uma experiência social mostrou que, mesmo que tentemos ter o controle sobre nosso cérebro, às vezes ele entra na onda social fazendo coisas sem sentido, só porque outros também o fazem. Veja como esta mulher reagiu a um bip, vendo outras pessoas levantarem-se ao ouvirem um dado som. E como esse comportamento contagiou outras pessoas a seguir.

Oxigénio

Imagem
U m dos elementos químicos mais importantes do ar é o oxigénio. Ele é o principal responsável pela boa energia física do corpo, especialmente no processo de combustão interna do carbono ingerido pelos alimentos. Sabemos hoje que uma diminuição da percentagem de oxigénio no nosso sangue abaixo dos 90% pode significar um grave perigo para a nossa saúde. Por isso os dispositivos médicos chamados oxímetros que medem o oxigénio no sangue, são hoje tão vulgares como eram os esfigmomanómetros para medir a pressão arterial. Os vírus respiratórios, por exemplo, têm uma adorada paixão pelos baixos níveis de oxigenação. Uma mistura explosiva que estará certamente na origem das doenças das vias respiratórias será, por exemplo, viver longas horas, com muito frio ou calor, junto com outras pessoas, em ambientes poluídos. Outra, mais comum, será estar fechado numa casa calafetada durante algumas horas ou dias (no inverno com aquecimento por lareira ou radiador elétrico que queima o oxigénio ainda p

O poder do Marketing

Imagem
Dentro da minha vasta experiência profissional, houve um evento, talvez o mais marcante, que me deu a perceber o avassalador poder do marketing e que vou aqui descrever sucintamente. A empresa onde trabalhava tinha um produto para poder ser usado por todos os funcionários públicos, cerca de 700 mil na altura. O Estado tinha recusado o nosso produto em favor de um outro produto de outra empresa, 5 anos antes. E eu sabia das enormes dificuldades de colocar os 700 mil funcionários a usá-lo. Num jantar de gala, sobre gestão de projetos, com mais de 200 convidados, empresários, gestores públicos e privados, diretores de sistemas de informação, consultores, etc. o presidente do organismo que adquiriu esse produto fez uma apresentação onde falou da evolução do projeto. E com a maior das calmas e naturalidade, com um PowerPoint bem vistoso, perante uma audiência tão distinta, e com os números bem projetados no ecrã gigante, disse algo como: "Já temos 1200 funcionários a usar este produto,

Tu não és um computador

Imagem
  “Tu não és um computador” é uma coletânea de pequenos textos, agora chamados posts , sobre diversos temas que apontam na direção do teu "não computador" interno. Um ensaio sobre aquilo que tu poderás ser, para além daquilo que repetes, dia após dia, como um disco riscado. Algumas pistas para refletires no sentido da aproximação ao ser divino que habita em ti. Não segue uma linha muito lógica e racional pois o objetivo é mesmo ajudar-te a sair da programação robótica onde estás imerso. Este livro é também um paradoxo, pois, além de tentar mostrar que não és um computador, descreve o melhor que se sabe, como funciona a complexa e incompreensível engenharia que, à luz do conhecimento atual, está na base do que és feito e do que te rodeia. E que parece ser um computador inteligente muito avançado, com mecanismos ainda desconhecidos da ciência. É sobretudo uma busca interior pelo ser superior divino que nos anima, ao redor, acima, ou algures ligado a este corpo e a tudo o